Segunda-Feira 27/06/2022 16:20

Programa Mais Social garante alimento para famílias em situação de vulnerabilidade em Mato Grosso do Sul

Estado - Geral - Programa Mais Social

Fotos: Bruno Rezende

 

No período de frios intensos, Governo de MS garante alimento para a população e movimenta setores para doação de agasalhos e cobertores

A Pandemia empurrou grande número de famílias para as favelas. São pessoas que já viviam na linha tênue entre serviço esporádico ou temporário e o desemprego e, consequentemente, sem renda mensal. Trata-se de grupo de pessoas considerados seres invisíveis da sociedade e agora estão se virando como podem para sobreviver ante uma crise sem precedentes. E, é aí que surge uma luz no fim do túnel. A vulnerabilidade, a desesperança e o fantasma da fome são amenizados por uma ação efetiva do Governo de Mato grosso do Sul.

Trata-se do programa Mais Social, um auxílio financeiro de R$ 300 para famílias em situação de vulnerabilidade. O benefício foi criado ano passado, junto com um pacote de outras ações, para socorrer os mais atingidos pela pandemia da Covid-19.

A maioria desta camada da população vive hoje de bicos, e na situação em que se encontra o País, muitos já nem conseguem emprego, e não sabem ao certo quando poderão voltar a retomar a vida de antes.

O recurso é muito bem-vindo para quem sofre com orçamento apertado e tem que pagar as contas e garantir o alimento de cada dia. 

Caso de dona Rosangela Aparecida da Silva, ela recebe R$ 300 mensal. Ela mora em uma pequena casa, na Rua Piraputanga, no Jardim Noroeste, junto com o marido, dois filhos e dois netos. Uma das filhas, de 24 anos, é a única a prestar serviço fora cuidando de um idoso. Pelo trabalho recebe R$ 400. Junto com o valor do Mais Social completa renda de R$ 700 mensalmente.

 “O Mais Social tem nos ajudado muito. Usamos o dinheiro para comprar gás de cozinha, arroz e feijão. O almoço de hoje é graças ao Governo do Estado”, disse Rosangela mostrando as panelas cheias de comida em cima do fogão.

Morando com o marido, dois filhos e dois netos na mesma residência, Rosangela explica que o benefício estadual tem sido praticamente uma das únicas rendas da família. “Recebemos R$ 300 do Governo do Estado e minha família ganha R$ 400 por mês cuidando de um idoso. O Mais Social é essencial e a garantia para que possamos comprar comida. Somos muito Gratos ao Governo do Estado”, completou.

O programa Mais Social atende famílias em situação de vulnerabilidade social, insegurança alimentar e nutricional. Cada família recebe o valor de R$ 300 por mês. O Mais Social pode ser utilizado em qualquer estabelecimento comercial para compra de comida e de itens de higiene. Os beneficiados também podem usar o cartão para a compra de gás de cozinha (GLP).

Há três meses, Edivani Silva de Lima conta com o benefício e afirma que tem sido fundamental para comprar alimento para a filha de um ano e três meses. Morando em casa de familiares, ela conta que o valor garente o leite da criança e o alimento do casal. “Eu e meu marido não conseguimos mais pagar aluguel e tivemos que deixar a nossa casa. Com a ajuda do Governo do Estado tenho conseguido comprar comida e leite para a minha bebê. Somos muito agradecidos por isso”, disse.

O programa do Governo do Estado beneficia pessoas com renda mensal familiar per capita inferior a meio salário mínimo.

Trabalhando como auxiliar de limpeza, Marileide Matias do nascimento também se enquadra nos critérios para receber o Mais Social. “Mesmo trabalhando é difícil manter a família. Com o programaeu consigo comprar alimento para os meus filhos. Graças a deus que temos esse benefício do Governo do Estado que nos ajuda”, disse.

O programa foi lançado em 2021, com a intenção de combater a insegurança alimentar no Estado, permitindo a seleção de famílias carentes para receber esta ajuda mensal, em uma medida que será permanente e não apenas temporário. No ano passado, o governador Reinaldo Azambuja ampliou o valor do benefício que passou para R$ 300 reais mês. A decisão veio em bom momento para engrossar a rendas das famílias que vivem com renda abaixo do salário mínimo e sofrem com as altas dos preços dos alimentos e do gás de cozinha, item que figura hoje como um dos vilões do orçamento familiar na hora de garantir o arroz com feijão na mesa desses sul-mato-grossenses.

Aqueça uma vida

O frio deste ano promete ser mais mais intenso e o Governo do Estado ampliou a meta para a arrecadação de cobertores e agasalhos que são distribuídos para famílias em situação de vulnerabilidade. Todos os anos, desde 2016, a campanha ,"Aqueça uma vida", do Governo do Estado tem o objetivo de recolher mantas, cobertores e roupas de frio para doação. Encabeçada .pela Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD), a campanha tinha como participantes apenas o quadro dos funcionários do Governo de Mato Grosso do Sul, mas ganhou parcerias e amplia cada ano a meta da arrecadação.  

Portal do MS/KV

Compartilhar faz bem!

Eventos

  • 1º Encontro dos Amigos da Empaer

    1º Encontro dos Amigos da Empaer

    Cidade:Dourados
    Data:29/07/2017
    Local:Restaurante / Espaço Guarujá

  • Caravana da Saúde em Dourados II

    Caravana da Saúde em Dourados II

    Cidade:Dourados
    Data:16/04/2016
    Local:Complexo Esportivo Jorge Antonio Salomão

Veja Mais Eventos

Balcão de Oportunidades / Empregos(Utilidade Pública)

Não é cadastrado ainda? Clique aqui

Veja todas as ofertas de vagas

Cotações

Indisponível no momento

Universitários

Serviço Gratuito Classificados - Anúnicios para Universitários
Newsletter
Receba nossa Newsletter

Classificados

Gostaria de anunciar conosco? Clique aqui e cadastre-se gratuitamente.

  • Anúncios

Direitos do Cidadão

Escritório Baraúna-Mangeon Faça sua pergunta
  • Tem uma senhora dai de Campo Grande que é uma estelionatá...Tem uma senhora dai de Campo Grande que é uma estelionatária aqui em Cuiabá, levou muita grana nossa, e uma eco esporte. Ela se chama LEUNIR..., como faço pra denunciar ela aí nos jornais?Resp.
  • Boa tarde, minha sogra teve cancer nos seios e retirou um...Boa tarde, minha sogra teve cancer nos seios e retirou um eo outro parcial ja faz um bom tempo que nao trabalha e estava recebendo auxilio doença mas foi cancelada e ja passou por duas pericias e nao consegui mais , sera que tem como ela aposentar?Resp.
  • quanto porcento e o desconto para produtor rural hoje out...quanto porcento e o desconto para produtor rural hoje outbro de 2013Resp.
  • meu irmao cumpriu dois ano e meio de pena foi asolvido 7 ...meu irmao cumpriu dois ano e meio de pena foi asolvido 7 a zero caso ele tenha alguma condenacao esse 2 anos e meio pode ser descontadoResp.
  • gostaria de saber se ae em muno novo vai ter curso pilota...gostaria de saber se ae em muno novo vai ter curso pilotar maqunas agricolas?? se tiver como fasso pra me escreverResp.
+ Perguntas

Espaço do Leitor

Envie sua mensagem:
Sugestões, críticas, opinião.
  • iraci cesario da rocha rocha

    Procuro minha irmã Creusa Maria Cesario ela era de Dracena SP , minha mãe esta idosa 79 anos precisa ver ela se alguem souber nos avisa ..contato 018 996944659 falar com Iraci ..minha irmã foi vista nessa região

  • iraci cesario da rocha rocha

    Boa noite , estou a procura da minha irmã Creusa Maria Cesario desapareceu ha 30 anos , preciso encontrar porque minha mãe esta com 79 anos e quer ver , ela foi vista ai por essa região , quem souber nos avise moramos aqui em Dracena SP

  • maria de lourdes medeiros bruno

    Parabéns, pelo espaço criado. Muito bem trabalhado e notícias expostas com clareza exatidão. Moro na Cidade de Aquidauana e gostaria de enviar artigos. Maria de Lourdes Medeiros Bruno

  • cleidiane nogueira soares

    Procuro por Margarida Batista Barbosa e seu filho Vittorio Hugo Barbosa Câmara.moravam em Coração de Jesus MG nos anos 90 .fomos muito amigos e minha família toda procura por notícias suas.sabemos que voltaram para Aparecida do Taboado MS sua cidade natal

  • Simone Cristina Custódio Garcia

    Procuro meu pai Demerval Abolis, Por favor, me ajudem.Meu telefone (19) 32672152 a cobrar, Campinas SP.

+ Mensagens