Segunda-Feira 23/05/2022 09:29

Pesquisa mapeia 530 “zonas mortas” em todo o mundo

Brasil - Ciência e Tecnologia - Pesquisa

Problemas como excesso de fertilização do mar e pouco oxigênio deixaram uma área do tamanho da Nova Zelândia desprovida de peixes e outros seres marinhos

Foto: Permaculture

Uma nova pesquisa realizada pelo World Resources Institute (Instituto de Recursos Naturais - WRI) e o Instituto Virgínia de Ciência Marinha (VIMS) identificou mais de 530 "zonas mortas" de baixa quantidade de oxigênio e 228 locais marinhos no mundo com sinais de eutrofização. A eutrofização ocorre quando corpos d’água são altamente fertilizados por nutrientes que são lavados para a superfície da água por fazendas e áreas urbanas.

Analistas do WRI e da VIMS compilaram informações na web-base, que fornece uma ampla base de dados e mapas interativos das áreas afetadas, juntamente com links para artigos, fotos e outros recursos. Até agora, “a falta de informação e monitoramento tem sido um grande obstáculo para a compreensão da extensão e os impactos das ‘zonas mortas’ e eutrofização em ecossistemas costeiros ", disse Mindy Selman, analista sênior da qualidade da água na WRI. "Este website é um passo importante porque compila as informações atualizadas em um local central para aumentar a consciência e oferecer soluções para controlar a poluição por nutrientes".

Uma característica importante do site é a seção de comentários para solicitar o feedback dos visitantes, que serão incentivados a fornecer atualizações para os mapas e bancos de dados dosconhecimentos das condições locais. As 530 áreas e os 228 locais, juntos, compreendem mais de 95.000 milhas quadradas, aproximadamente o tamanho de Nova Zelândia. A maior zona morta nos Estados Unidos, na foz do Mississipi, abrange mais de 8.500 milhas quadradas, aproximadamente o tamanho de Nova Jersey. Uma grande zona morta também está subjacente ao tronco principal da baía de Chesapeake, ocupando cerca de 40% da área da baía, e até cinco por cento do seu volume a cada verão.

O professor Bob Diaz, que conduziu a compilação dos dados da VIMS, disse: "Nos últimos 50 anos, os problemas relacionados com o excesso de fertilização do mar e pouco oxigênio dissolvido têm se expandido ao ponto de grandes áreas desprovidas de peixes, camarões e caranguejos serem ocorrências comuns. Estas zonas mortas, ou desertos de oxigênio, são muito prejudiciais para o ambiente e também às pessoas que dependem do mar para sua subsistência".

Eutrofização e hipóxia - termos científicos para zonas mortas com baixa concentração de oxigênio -, muitas vezes caminham lado a lado, como excesso de nutrientes em florações de algas que, quando morrem e afundam, fornecem uma fonte rica de alimento para as bactérias. As bactérias, por sua vez, consomem o oxigênio a partir de águas circundantes, criando zonas mortas onde os peixes não podem sobreviver. Outros impactos da eutrofização incluem danos aos recifes de coral, proliferação de algas tóxicas e perda de biodiversidade.

A parceria entre a WRI e VIMS deriva de um estudo do WRI 2007, dos principais obstáculos ao tratamento eficaz da eutrofização. O estudo concluiu que um dos principais obstáculos é a falta de sensibilização e compreensão do fenômeno e seus impactos, causas e extensão. A eutrofização e as zonas mortas são um estressor chave dos ecossistemas marinhos e classificam a pesca excessiva, perda de habitat e proliferação de algas tóxicas como problemas ambientais globais para a vida marinha.

Diaz, que começou a monitorar o alcance mundial da eutrofização e zonas mortas em meados de 1990, publicou uma lista atualizada de áreas hipóxicas em todo o mundo. Ele e o WRI trabalharam juntos no novo site para expandir a lista de zonas mortas, incluindo as áreas costeiras onde os sintomas de eutrofização (por exemplo, a proliferação de algas) têm sido observados, mas que faltam os dados de monitoramento para classificar o sistema como hipóxia.

O World Resources Institute (WRI) tem como missão encontrar formas práticas para proteger a terra e melhorar a vida das pessoas. O Instituto Virgínia de Ciência Marinha (VIMS) está entre os maiores centros de investigação marinha e de educação nos Estados Unidos.

Portal Exame

pesquisa, zonas mortas, baixa quantidade de oxigênio, sinais de eutrofização

Compartilhar faz bem!

Eventos

  • 1º Encontro dos Amigos da Empaer

    1º Encontro dos Amigos da Empaer

    Cidade:Dourados
    Data:29/07/2017
    Local:Restaurante / Espaço Guarujá

  • Caravana da Saúde em Dourados II

    Caravana da Saúde em Dourados II

    Cidade:Dourados
    Data:16/04/2016
    Local:Complexo Esportivo Jorge Antonio Salomão

Veja Mais Eventos

Balcão de Oportunidades / Empregos(Utilidade Pública)

Não é cadastrado ainda? Clique aqui

Veja todas as ofertas de vagas

Cotações

Indisponível no momento

Universitários

Serviço Gratuito Classificados - Anúnicios para Universitários

Tempo / Clima

Newsletter
Receba nossa Newsletter

Classificados

Gostaria de anunciar conosco? Clique aqui e cadastre-se gratuitamente.

  • Anúncios

Direitos do Cidadão

Escritório Baraúna-Mangeon Faça sua pergunta
  • Tem uma senhora dai de Campo Grande que é uma estelionatá...Tem uma senhora dai de Campo Grande que é uma estelionatária aqui em Cuiabá, levou muita grana nossa, e uma eco esporte. Ela se chama LEUNIR..., como faço pra denunciar ela aí nos jornais?Resp.
  • Boa tarde, minha sogra teve cancer nos seios e retirou um...Boa tarde, minha sogra teve cancer nos seios e retirou um eo outro parcial ja faz um bom tempo que nao trabalha e estava recebendo auxilio doença mas foi cancelada e ja passou por duas pericias e nao consegui mais , sera que tem como ela aposentar?Resp.
  • quanto porcento e o desconto para produtor rural hoje out...quanto porcento e o desconto para produtor rural hoje outbro de 2013Resp.
  • meu irmao cumpriu dois ano e meio de pena foi asolvido 7 ...meu irmao cumpriu dois ano e meio de pena foi asolvido 7 a zero caso ele tenha alguma condenacao esse 2 anos e meio pode ser descontadoResp.
  • gostaria de saber se ae em muno novo vai ter curso pilota...gostaria de saber se ae em muno novo vai ter curso pilotar maqunas agricolas?? se tiver como fasso pra me escreverResp.
+ Perguntas

Espaço do Leitor

Envie sua mensagem:
Sugestões, críticas, opinião.
  • iraci cesario da rocha rocha

    Procuro minha irmã Creusa Maria Cesario ela era de Dracena SP , minha mãe esta idosa 79 anos precisa ver ela se alguem souber nos avisa ..contato 018 996944659 falar com Iraci ..minha irmã foi vista nessa região

  • iraci cesario da rocha rocha

    Boa noite , estou a procura da minha irmã Creusa Maria Cesario desapareceu ha 30 anos , preciso encontrar porque minha mãe esta com 79 anos e quer ver , ela foi vista ai por essa região , quem souber nos avise moramos aqui em Dracena SP

  • maria de lourdes medeiros bruno

    Parabéns, pelo espaço criado. Muito bem trabalhado e notícias expostas com clareza exatidão. Moro na Cidade de Aquidauana e gostaria de enviar artigos. Maria de Lourdes Medeiros Bruno

  • cleidiane nogueira soares

    Procuro por Margarida Batista Barbosa e seu filho Vittorio Hugo Barbosa Câmara.moravam em Coração de Jesus MG nos anos 90 .fomos muito amigos e minha família toda procura por notícias suas.sabemos que voltaram para Aparecida do Taboado MS sua cidade natal

  • Simone Cristina Custódio Garcia

    Procuro meu pai Demerval Abolis, Por favor, me ajudem.Meu telefone (19) 32672152 a cobrar, Campinas SP.

+ Mensagens